sábado, 1 de fevereiro de 2014

O Dedo De Deus Nos Toca?


Como uma criança que toca este caderno, imaginei ser o Dedo de Deus me iluminando para que eu pudesse escrever as palavras que você está lendo agora. Palavras simples que foram brotadas de um coração humilde, mas cansado. Um cansaço pelo qual todos nós passamos diariamente. Seja em casa, no trabalho, na comunidade em que vivemos, na igreja que freqüentamos... Enfim, independente do local que você esteja no momento, haverá situações onde o cansaço e o desânimo tentarão lhe afetar. Então, por menor que seja seu problema, ele se tornará enorme, fazendo com que você ache que é a Mão de Deus pesando sobre você.

Se Deus nos criou à sua imagem e semelhança, por qual motivo ele “pesaria” sua mão sobre nós para nos remoldar? Este é um pensamento que não combina com nossa vida cristã, porque o Pai nos deu o Livre Arbítrio para que pudéssemos decidir os caminhos que tomamos todos os dias em nossas vidas. Se esses caminhos são bons, colhemos ótimos frutos e ajudamos o nosso próximo. Se a escolha for ruim, na maioria das vezes acharemos que é Deus nos punindo por causa de nossos pecados. O que é uma grande mentira, porque Deus não pune ninguém, mas sim nós que permitimos que coisas negativas entrem em nossa vida. Ou seja: em nenhum momento temos o direito de culpar Deus por causa de nossos momentos ruins. Assim como também não devemos nos vangloriar em momentos felizes, pois isso causa inveja em algumas pessoas. Principalmente naquelas carentes de Deus. E encontrar essas pessoas é muito simples, porque estão em toda parte tentando preencher seus vazios com coisas materiais e mundanas. Coisas passageiras. Coisas sem conteúdo que, algum dia, vão desaparecer para sempre.

Todo nosso vazio pode ser preenchido. Basta que deixemos o Dedo de Deus agir em nossa vida, tornando-a mais pura e livre da ansiedade. Ansiedade esta que nos impulsiona para um mundo tão sombrio que, em alguns casos, nos levam à morte. Uma morte física ou espiritual onde todos saem sofrendo.

Na morte física toda a família sofre por ter que enterrar um ente querido. Na morte espiritual a pessoa se isola em suas certezas e na convicção de que Deus não tem importância em sua vida, deixando-se levar pelos exemplos que o mundo lhe apresenta. Exemplos, em sua grande maioria, pecaminosos e dolorosos, pois nos ensinam a desvalorizar as pessoas sem que nos demos conta disso. Um perigo para a sociedade em que vivemos e para o futuro das crianças, que colherão o que plantamos hoje. Seja positivo ou negativo.

Deixe o Dedo de Deus tocar seu coração e acredite sempre que Ele nunca nos pune, apenas permite que vivamos com liberdade. Portanto, não desperdice essa liberdade. Viva com sabedoria, paciência e humildade e seja feliz.



0 comentários:

Postar um comentário

Postagens + Lidas

Direitos Autorais


Licença Creative Commons
De Dentro Para Fora de Fernando Magaldi está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://pensandocomodeus.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em fermagaldi@ig.com.br.

Siga Por Email

Seguidores

Deixe Sua Mensagem

Nome

E-mail *

Mensagem *