sexta-feira, 16 de maio de 2014

Momentos de Paz


Certa vez um menino muito humilde, puro e inocente perdeu-se dos pais. Eles estavam visitando uma cidade grande, e tudo naquele lugar era novidade. Talvez por esse motivo o menino tenha se perdido. Mesmo assim, ele não teve medo de ficar sozinho. Por isso continuou sua caminhada solitária em busca dos pais, que ainda não haviam notado sua ausência.

Todas as imagens, cheiros, sons, ruídos, músicas e costumes tinham conquistado o menino. E, como ainda era novo, sua mente começou a absorver todas as informações ao seu redor como uma esponja. Além disso, por ter sido educado segundo as Leis de Deus conseguiu permanecer sozinho por alguns dias.

Após ter passado todos aqueles momentos de tensão, o menino foi, finalmente, reencontrado por seus pais. Eles estavam preocupados, mas confiavam na educação que deram ao filho. Então a felicidade se tornou completa quando o menino saiu correndo do templo — a Casa de Deus — e foi ao encontro de seus pais, obedientemente.

Felizes, os três se abraçaram fortemente e seguiram em frente, pois a VIDA estava apenas começando.

***

Imagine se você estivesse passado por esta situação com seu filho ou filha! Será que agiria da mesma forma que os pais do "menino" que eu mencionei no conto acima? Será que pensaria todas as loucuras possíveis que poderiam acontecer com eles e entraria em desespero? Bem, com certeza, se os valores que você ensinou para seus filhos não foram baseados na Palavra de Deus, sua reação seria previsível. Seus medos passariam a dominar seu corpo e seus pensamentos somente em imaginar no mal que as crianças poderiam estar passando ao encontrarem-se sozinhas e "abandonadas", fariam você perder todo o controle emocional que o leva à sobriedade. Afinal, essa insegurança é uma fraqueza normal em todo ser humano. E cabe a cada um e nós aprender a controlar nossa Natureza Emotiva.

Somos todos frágeis. Nossos corpos são limitados, mas nossa mente e nosso espírito podem nos levar a lugares inimagináveis se decidirmos nos entregar de corpo e alma ao Amor de Deus. Um amor que não distingue ninguém, mesmo que você possua o pior dos pecados. E sabe por quê? Porque sempre haverá alguém que pecou mais do que você e que também será perdoada através do Amor Misericordioso de Deus, pois Ele é um Bom Pai. Ele é a Fonte e a Razão de Nossa Vida. É o Consolo na hora que nos desesperamos e o Remédio de nossas dores. As Dores da Alma.

Se você se encontra angustiado neste momento, busque o consolo em Deus. Converse com Ele no silêncio de sua intimidade. Seja em sua casa, no trabalho, na escola, na igreja ou numa prisão, o importante é que você compreenda que somente Deus, através de seu filho Jesus e da intercessão de sua mãe Maria, a Mãe da Humanidade, poderá resolver seus problemas.

Mesmo sendo imperfeito você pode mudar sua vida e a de sua família. Então, que tal começar agora? A Humanidade agradece.

sábado, 1 de fevereiro de 2014

O Dedo De Deus Nos Toca?


Como uma criança que toca este caderno, imaginei ser o Dedo de Deus me iluminando para que eu pudesse escrever as palavras que você está lendo agora. Palavras simples que foram brotadas de um coração humilde, mas cansado. Um cansaço pelo qual todos nós passamos diariamente. Seja em casa, no trabalho, na comunidade em que vivemos, na igreja que freqüentamos... Enfim, independente do local que você esteja no momento, haverá situações onde o cansaço e o desânimo tentarão lhe afetar. Então, por menor que seja seu problema, ele se tornará enorme, fazendo com que você ache que é a Mão de Deus pesando sobre você.

Se Deus nos criou à sua imagem e semelhança, por qual motivo ele “pesaria” sua mão sobre nós para nos remoldar? Este é um pensamento que não combina com nossa vida cristã, porque o Pai nos deu o Livre Arbítrio para que pudéssemos decidir os caminhos que tomamos todos os dias em nossas vidas. Se esses caminhos são bons, colhemos ótimos frutos e ajudamos o nosso próximo. Se a escolha for ruim, na maioria das vezes acharemos que é Deus nos punindo por causa de nossos pecados. O que é uma grande mentira, porque Deus não pune ninguém, mas sim nós que permitimos que coisas negativas entrem em nossa vida. Ou seja: em nenhum momento temos o direito de culpar Deus por causa de nossos momentos ruins. Assim como também não devemos nos vangloriar em momentos felizes, pois isso causa inveja em algumas pessoas. Principalmente naquelas carentes de Deus. E encontrar essas pessoas é muito simples, porque estão em toda parte tentando preencher seus vazios com coisas materiais e mundanas. Coisas passageiras. Coisas sem conteúdo que, algum dia, vão desaparecer para sempre.

Todo nosso vazio pode ser preenchido. Basta que deixemos o Dedo de Deus agir em nossa vida, tornando-a mais pura e livre da ansiedade. Ansiedade esta que nos impulsiona para um mundo tão sombrio que, em alguns casos, nos levam à morte. Uma morte física ou espiritual onde todos saem sofrendo.

Na morte física toda a família sofre por ter que enterrar um ente querido. Na morte espiritual a pessoa se isola em suas certezas e na convicção de que Deus não tem importância em sua vida, deixando-se levar pelos exemplos que o mundo lhe apresenta. Exemplos, em sua grande maioria, pecaminosos e dolorosos, pois nos ensinam a desvalorizar as pessoas sem que nos demos conta disso. Um perigo para a sociedade em que vivemos e para o futuro das crianças, que colherão o que plantamos hoje. Seja positivo ou negativo.

Deixe o Dedo de Deus tocar seu coração e acredite sempre que Ele nunca nos pune, apenas permite que vivamos com liberdade. Portanto, não desperdice essa liberdade. Viva com sabedoria, paciência e humildade e seja feliz.



sábado, 18 de janeiro de 2014

Os Caminhos Da Maturidade


Após muitos caminhos pela vida, cheguei a uma interrogação:

"-Somos todos adultos?"

Se você parar para pensar na sua infância, na vida que teve, nas alegrias, nas decepções, nas derrotas e vitórias, chegará à conclusão de que já atingiu a maturidade.

"-Será mesmo?"

Em diversas fases de minha vida tive a impressão de estar sempre fazendo a coisa certa, na hora certa e sem culpa."

"-Será mesmo?"

Meu sonho sempre foi ser desenhista de histórias em quadrinhos. Principalmente de terror. Porém, com o passar dos anos fui vendo que aquilo não era para mim e que eu era muito melhor como leitor e fã ao invés de artista.

Sofri muito com a decisão que tive em abandonar este sonho, pois eu o alimentava desde minha infância.

O tempo passou e fui descobrindo outros dons que nem imaginava poder desenvolver. Comecei, por exemplo, a escrever histórias muito cedo. E, como nunca fui fã de poemas e crônicas, os contos e romances se encaixaram como uma luva em minha personalidade, me dando a liberdade que eu não conhecia, pois posso escrever em qualquer lugar sem me preocupar com a ferramenta que estou usando no momento de minhas criações. Não importa se é um computador ou um caderno pautado, usando lápis e caneta. Não importa se é um papel sem pauta, um pedaço de papelão ou o verso de um cartão de visitas. O importante é colocar as idéias para fora primeiro, resultando em vários rascunhos. O que se tornará depois só Deus sabe, pois é Ele que me dá (e a você também) o dom da sabedoria nos momentos certos. Mesmo assim é preciso que você saiba discernir, perceber e enxergar os sinais que Ele nos dá.

Então, mais uma vez, começamos a achar que estamos mais adultos, responsáveis e sábios.

"-Será mesmo?"

A maturidade divina só nos é concebida quando temos a humildade de reconhecer que precisamos e devemos aprender todos os dias com as pessoas, nossos atos e a observação. Sim! "Ver" significa " conseguir enxergar Deus onde você menos espera."

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Compaixão E Respeito - Os Milagres Do Coração


Lembrei-me de uma fase muito marcante em minha infância. E essa lembrança diz respeito à compaixão e respeito.

Algumas vezes por mês eu presenciava meu avô ajudando um senhor muito simples que sempre aparecia no portão de nossa casa pedindo uma ajuda. Seja com dinheiro ou comida, porque para ele não importava qual ajuda receberia, mas a qualidade dessa ajuda. O valor que vinha do coração de meu avô (Vovô Dedeco) não tinha preço. E eu cresci me acostumando vê-lo ajudar aquela pessoa tão simples e ausente de privilégios sociais.

Vovô Dedeco (Antônio Manoel de Freitas) foi um homem como qualquer outro, cheio de defeitos e fraquezas. Mas eu via algo mais entre ele e aquele senhor. Muitas vezes tentei entender por que vovô se dedicava sem se revoltar mesmo após um dia estressante de trabalho. Eu o admirava, como ainda o admiro em sua memória. Principalmente por ter me ensinado valores tão puros, simples e eternos que, naquela época, minha infantil idade impedia compreender. Eu não tinha maturidade suficiente para enxergar que aqueles gestos de carinho iriam me influenciar positivamente na minha formação humana para o resto de minha vida. Afinal, eu não conhecia os valores da vida de uma forma tão profunda. Forma essa que só percebemos ao longo de nossa caminhada. Observando e sentindo.

Eu via amor puro naqueles dois senhores, mas eu não conseguia explicar. Não tinha a sabedoria suficiente para entender que meu avô estava, diretamente, construindo um lugarzinho no Céu. Sabedoria que busco todos os dias através de meus erros, acertos e pelas observações que faço nas pessoas ao meu redor.

Os seres humanos são nossos melhores professores. E vovô tinha um verdadeiro “Doutor” ao seu lado. Uma pessoa que o purificava toda vez em que nos dava a honra de sua presença. Presença muitas vezes, acredito eu, ansiada por vovô, mas nunca exposta publicamente. Seu coração foi embora cheio de segredos e mistérios que eu nunca conhecerei, mas eu desconfio até hoje que havia um grau de parentesco entre aqueles dois senhores tão simples. Talvez por isso eu ainda ache que aquele homem deveria ser algum irmão de vovô que não conheci. Um irmão bastardo, talvez, mas com uma fisionomia tão semelhante que consigo visualizar até hoje seus traços: O rosto fino, as rugas, o cabelo ralo, a estrutura óssea magra e os olhos caídos, como se estivesse sempre pedindo auxílio.

Vovô Dedeco, acredito eu, foi um “Professor Silencioso”, pois não precisava anunciar o bem que fazia aos outros. Ele simplesmente agia.

Temente a Deus, assim como minha avó Ida Brunelo de Freitas (Vovó Ida), vovô rezava o terço todos os dias com vovó em frente ao oratório que havia em cima do guarda-roupa do seu quarto, que possuía uma imagem de Nossa Senhora Aparecida feita de bronze ou prata, vinda da Itália. E, mesmo sabendo que um dia iria morrer, acredito que ele nunca imaginou que seu exemplo de amor ficaria enraizado no meu coração por toda vida. Exemplos de compaixão e respeito que nunca esquecerei.

Então, num certo dia comecei a sentir falta daquele velho senhor. Ele já não aparecia com a mesma freqüência de antes. E eu já havia me acostumado com sua presença e nossas conversas, que aconteciam todas as vezes que vovô não tinha tempo para atendê-lo. Foi aí que percebi que eu nunca mais iria vê-lo, pois Deus o havia levado deste mundo de sofrimento para que ele atingisse a paz e a pureza em sua nova e eterna vida ao lado do Criador.

Essa foi a primeira vez que eu parei para pensar o que era a morte. O que era a ausência da matéria e onde começavam as lembranças. Finalmente entendi o significado do ciclo da vida.

sábado, 9 de novembro de 2013

A Serenidade Nos Leva À Felicidade (Deus)


A Ira bloqueia nosso raciocínio, nosso intelecto e nossa criatividade. Não é possível viver socialmente se estivermos com a mente impura. Sim! Impura de Amor, Ternura, Compaixão, Respeito, Carinho, Afeto e Deus, pois Ele é a representação de todas essas coisas.

Muitas pessoas pensam que Deus nos "testa". Eu não acredito nisso. Afinal, para quê o Criador perderia tempo fazendo "recaw" com sua maior criação? Para quê Ele desconfiaria da qualidade de sua obra? Tudo isso funciona com nós, humanos, mas não com Deus.

Ele existe, apesar de muitos ainda não acreditarem em sua existência, para nos ensinar através de sinais que podem ser percebidos por pessoas mais interiorizadas, simples, humildes e serenas. Não é possível enxergar a Voz de Deus da forma que nós queremos, mas da forma que Ele nos mostra. Na maioria das vezes algumas pessoas tentam adivinhar os Sinais de Deus fazendo previsões sem fundamento que podem se confundir com fatos reais. Isso é um engano, pois não se pode comercializar os ensinamentos d'Ele, mas, sim, sentir e compartilhar gratuitamente. Esse é o segredo da expressão "Graça de Deus".

Enxergar Deus é simples, assim como Ele. Mas precisamos de treino. Por isso Ele se manifesta das formas mais inesperadas: pelo canto dos pássaros, pelo sorriso de uma criança, pelo olhar amigo de um cachorrinho, pelo carinho felpudo de um gatinho, pelo som das gotas da chuva tocando as folhas das árvores e o solo, pela brisa, pelo silêncio da noite e dos momentos em que estamos sozinhos ausentes de sons, pelo som de nossa respiração, pelos exemplos de pessoas desconhecidas que encontramos nas ruas ajudando outras pessoas, pelas palavras sábias de alguns mendigos em momentos raros de nossa vida que conseguimos dialogar, deixando a discriminação no lixo, nos exemplos positivos de nossos avós e pais, entre outras situações. Muitas delas passam despercebidos em nossas vidas porque ainda não permitimos que Deus fale conosco, mas sempre é hora de começar. Basta querer.

Culpar Deus pelas suas próprias falhas é a forma mais infeliz de reconhecer suas fraquezas. O julgamento não é um mérito e nem um direito nosso, mas do Criador. O Pai de Tudo e de Todos.

Julgar é o mesmo que se tornar farizeu, um povo que gostava de cobrir o próprio pecado ao aportar os erros dos outros. Você não precisa ser assim. Por isso, ame seu irmão, abandone a Ira e abra seu coração. Você se surpreenderá com o futuro que te espera.

domingo, 20 de outubro de 2013

Sabedoria - Quando Deus Fala E Você Obedece


Sentar em uma cadeira, banco, pedra ou toco de madeira para relaxar a mente depende da personalidade da pessoa. Isso significa que cada um de nós se interioriza de acordo com a criação que teve ou as buscas que fez ao longo da vida para atingir a tão sonhada felicidade interior.

Se pensarmos por este ângulo, ótica ou visão, é possível entender porque algumas pessoas se frustam. Umas atingem seus objetivos de uma forma mais rápida devido a capacidade que têm de "comprar" um sonho usando seu poder aquisitivo. Outras precisam perder noites de sono, usar força física e a força do conhecimento diariamente para que comecem a ver resultados concretos. Materializados. Ou seja: Os sonhos em forma de realidade.

A grande diferença entre quem tem tudo para atingir o sucesso e quem não tem nada e precisa construir ferramentas para chegar a esse sucesso é que as pessoas que não tiveram uma formação focada em buscar seus sonhos, trabalhando e acreditando neles, crescem sem conteúdo interior para poder enfrentar as decepções da vida. Por isso que é comum ver mortes prematuras em famílias com poder aquisitivo, onde o foco é sempre o dinheiro e não a boa relação com os seres humanos, animais e a natureza, que são os responsáveis para a nossa harmonia neste mundo material. Porém, quando uma pessoa mais simples ou pessoas com poder financeiro que tiveram conteúdo interior implantado sabiamente por seus pais e familiares lutam por seus sonhos de forma honesta, humilde e em respeito ao seu semelhante, as chances deste sucesso se desenvolver e tornar realidade são muito superiores. Às vezes incompreensíveis para a maioria das pessoas do meio social em que elas vivem. E isso independente da nacionalidade, pois as Leis de Deus são claras e reais: "Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro" - disse Jesus.

Não precisamos ser "Doutores da Lei", teólogos, professores acadêmicos ou ter o último nível de QI para atingir esse nível de conhecimento. A sabedoria se atinge conhecendo e respeitando os Homens, observando seus próprios erros e acertos e reconhecendo que tudo pode ser melhorado. Inclusive nosso interior.

A vida existe para ser vivida e compartilhada. Por isso nunca tenha medo de repassar o que aprendeu neste mundo gratuitamente, porque Deus foi o seu caminho para que você chegasse até aqui e tivesse a oportunidade de ler estas palavras. Palavras que saíram de dentro de mim baseadas na vida que o próprio Criador permitiu que eu vivesse e na inspiração que ele me deu e continua me dando enquanto escrevo neste momento.

Por isso tenho a liberdade de afirmar que A Sabedoria é um Dom Divino que nós só atingimos Quando Estamos Preparandos Para Ela.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Abstinência - Um Reflexo Da Vida


Parar para pensar no nosso dia-a-dia é desesperador. Muitos podem não concordar, mas quantos podem prever como será sua vida após abrir os olhos pela manhã? Quantos podem se programar e ver tudo sair certinho? Quantos podem acreditar que terão um dia espetacular no trabalho e se decepcionam com o chefe ou colegas de profissão? Quantos podem ir à escola sem se preocupar com aquele professor emburrado, ou brincalhão demais, que nunca te leva a sério, ou sem se desesperar com as brincadeiras dos amigos, as chamadas zoações, popularmente conhecidas e rotuladas pela mídia nos dias de hoje como bullying?

Não importa o tamanho do seu problema. A verdade é que nós, seres humanos, fomos treinados desde a nossa existência para ser feliz, ter sucesso, fama, dinheiro, entre outras coisas terrenas e passageiras. Infelizmente, eu também fui criado, em parte, com este pensamento devido às más influências dos meios de comunicação, dos "amigos", dos maus conselhos... ou seja, tudo aquilo que faz com que qualquer pessoa sem uma opinião formada, com bases sólidas e livre da escravidão do mundo materialista em que vivemos, se torne mais um sofredor neurótico, infeliz, depressivo e, em alguns casos, suicida. Sim, pois a falta de uma boa Cura Interior torna as pessoas mais frágeis e completamente indefesas diante das facilidades que o Mundo nos apresenta. Facilidades, em sua grande maioria, que podem levar uma pessoa ao fundo do poço, tornando-se amarga, apática, sem vida, sem alegria.

Passei por algumas dificuldades interiores em minha vida que me fizeram pensar coisas ruins e destrutivas, assim como qualquer um de vocês que está lendo este texto. Porém, aos poucos fui descobrindo que o vazio que temos dentro de nós não se preenche com a matéria, mas com o amor de Deus. Isso mesmo! É o único ingrediente que leva a nós, seres humanos, para a paz interior. Uma paz infinita, onde o amor pelo próximo, inclusive pelas pessoas que não gostam de você, além das boas ações diárias entre crianças, jovens, adultos, idosos, animais e a natureza, faz com que sua vida atinja um novo rumo.

Uma nova vida nascerá a cada dia em que você e eu fizermos o melhor para ajudar as pessoas. Esse foi um dos ensinamentos principais de Jesus Cristo. Não importa qual a sua religião ou crença (eu sou católico apostólico romano praticante), mas a boa vontade que tem em ajudar a construir um mundo melhor para as pessoas. Um mundo onde a harmonia se torne mais importante do que o "estrelismo" pessoal. Um estrelismo que bloqueia o cérebro e destrói os seres humanos.

A abstinência do materialismo vai salva sua vida. Por isso a Vida existe para ser vivida, mas com responsabilidade. E se você lembrar que Jesus disse 366 vezes na Bíblia a seguinte frase: "-Não tenhais medo!" compreenderá o conteúdo de tudo o que eu escrevi explicitamente até agora.

"-Não tenhais medo - e eu concluo - porque a sua felicidade está DENTRO DE VOCÊ, através do Espírito Santo de Deus e de sua misericórdia plena, que nos dá a oportunidade de repensar e corrigir nossos próprios erros, trazendo-nos de volta a dignidade de sermos Filhos do Criador."

Você é Filho de Deus. Portanto, faça valer a pena cada dia de sua vida.

Fernando Magaldi - 06/08/2013

Postagens + Lidas

Direitos Autorais


Licença Creative Commons
De Dentro Para Fora de Fernando Magaldi está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://pensandocomodeus.blogspot.com.br/.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em fermagaldi@ig.com.br.

Siga Por Email

Seguidores

Deixe Sua Mensagem

Nome

E-mail *

Mensagem *